29 de abril de 2013

Filosofias novelescas

Esse chuvisco, que era acompanhado de chiado, saiu direto do túnel do tempo e dos tubos das tvs antigas, chama as crianças para mostrar e contar histórias.
Já nesse tempo do chiado a tv tinha novelas que no rádio já haviam feito história. Há quem diga que novelas são retratos da vida, que a vida é uma novela e por ai lá vai. Já vi muitas novelas bem legais e outras nem tanto, sou uma telespectadora mais assídua das novelas das 6, acho mais leves, são geralmente de época e poéticas. Ainda sinto falta de Cordel encantado e espero por ela no vale a pena ver de novo. Mas não sou de acompanhar loucamente, deixo de ver por mil motivos, o fim e algumas tramas que escolho, me bastam. Ler o que vai acontecer também faz parte do meu acompanhar, tem quem detesta.
Semana passada, juntei uma pérola de malhação e outra de Salve Jorge para fazer um post. Como boa nordestina, me sentindo tirando leite de pedra. Brincadeira! Aprendi que se formos receptivos e desencanados, de tudo podemos tirar algo bom.
Eu confesso que sempre dei uma assistidinha em Malhação, para estar antenada nas modinhas, gírias, papos, para uso pessoal, depois para uso com os adolescentes a minha volta e agora tenho um aborrecente em casa e a comunicação é difícil, é preciso muita malhação (novela e atividade), para dar conta dessa fase.
Salve Jorge me irrita um pouco, as temáticas, os furos, a repetição de muita coisa, enfim,  o assunto é a filosofia que espremi das duas atrações globais.
Um professor de malhação disse que gente não é para se entender é para se decorar. Ele não entendia o amor e valor que a mulher dele tinha por poesia e ela a paixão e infantilidade dele com bonecos de ação, mas o amor os fez descobrir que eles não precisavam entender, bastava decorar. Aceitar, que dói menos, como disse uma das personagens transloucadas de Salve Jorge.
E que Jorge nos Salve, Deus nos acuda e decoremos as fraquezas e necessidades de quem queremos bem, para que convivamos bem e quem sabe aprendamos  alguma coisa boa ou só mesmo para praticarmos a gentileza e recebermos gentileza em troca. Aceitar que dói menos, decorar ao invés de querer entender e assim seremos felizes para sempre.
Boa semana a todos, uma boa nova novela das sete (novela nova, muita gente não assisti os primeiros capítulos jurando que não vai acompanhar, quase nunca  se segue a jura). Bom trabalho, descanso, passeios, filosofias, poesias, descobertas, decorebas e afins. Fim!

23 comentários:

  1. Acho algumas novelas maravilhosas, como Crime e Castigo de Dostoiévski por exemplo! Não tenho nada contra as novelas globais, mas me causa um certo frenesi quando vejo do outro lado, um canal tão rico como a tv cultura passar um jornal que quase ninguém assiste! abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho interessante o formato, a variedade de temáticas e acho especialmente interessante a relação das pessoas com as novelas.

      Recentemente a novela Lado a lado foi a minha queridinha, mostrou o nascimento da cidade do Rio, dos morros, com algum folclore aqui, outro ali, mensagens políticas subliminares, mas havia uma essência interessante.
      A anterior, Cordel encantado então era para mim puro encanto, um desfile de cultura nordestina, artes, histórias de amor. Eu gostei muito, desde a música e apresentação da abertura até cada um dos personagens.

      Das antigas Roque Santeiro e tantas outras fazem parte da história da tv, das pessoas, por sua histórias, lugares, cenários, jargões, pelas roupas e objetos que representam uma época, pelos personagens.

      Penso que tudo deve ter uma medida e td tem um papel, seja distrair, informar, formar senso crítico etc.

      Sobre a TV cultura, muito pouca gente realmente assiste, lamentavelmente. Eu assisto mais documentários por lá atualmente. Maravilhosos sempre.

      Jornal assisto bem pouco, leio uma coisa aqui outra ali para estar informada.

      Na infância de meu filho a programação infantil da TVE fez parte de nossos dias e não era trocada por nenhum canal. Dividiu espaço com os canais pagos, mas sempre teve seu lugar cativo e até hoje recomendamos a quem tem crianças em casa.

      Excluir
  2. Bom diaaaaaaaa
    Louca pra ver o 1º capítulo da nova novela!
    Tomara q seja boa!

    Ótima semana!

    Bjoooos

    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Tina Flor de Laranjeira!!! Girando o botão seletor e vendo um chiado de vez em sempre em alguns canais me lembro de assistir a prpeaimeira versão de Sinha Moça, novela das 18hs.
    Faz muito tempo que não acompanho novelas! Geralmente procuro por filmes ou documentários quando fico na frente da TV. Mas acredito que mesmo o tempo e os temas mudando muito hoje em dia, ainda deva ter alguma novela interessante e não tão pesada passando por aí!
    Beijos e ótima segundona cheia de encantos e alegrias aí na Bahia!

    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  4. Adorei ,desde a imagem das tvs antigas até o fim. Só assisto a novela do CARA,rs...E há dias que tenho vontade de desligar, mas não o faço.Sempre espero melhorar,sr... E fico em casa imaginando a cara da minha filha, na sua casa, ao lado do marido, admirando o CARA,rs...Disfarçando... Tem de tudo,rs beijos,linda semana,chica

    ResponderExcluir
  5. Sou meio contrário às novelas da Globo, pois infelizmente vejo um certo exagero em certo tipo de cenas. Mas sabemos que por trás delas existem bons escritores, como Walcyr Carrasco, que escreve maravilhosas crônicas para a Folha. Sabemos que por trás das histórias, existem essências que podemos valorizar. Mas infelizmente os autores são direcionados a adicionar um conteúdo atrativo, que muitas vezes se torna mais interessante para o espectador, mas que não é algo que vai acrescentar cultura.
    Gostei de seu texto, pois soube mostrar o que realmente significam as novelas para você e o que você tira delas. :)

    ResponderExcluir
  6. Oi Tina,
    Quanto mais eu conheço as pessoas, mais me surpreendo como são diferentes e
    temos que aceitar e respeitar mesmo, o que nunca vamos entender! Adorei seu post!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Tina querida, o mundo está globalizado, a poderosa nos atrai para a sua programação e o que nos resta é exercitar nosso senso critico e avaliar o que devemos trazer para a nossa vida ou não.

    ResponderExcluir
  8. Tina, confesso que também gosto de uma boa novela... Gostei muito do seu post.
    Beijos e uma excelente semana.
    Lita

    ResponderExcluir
  9. kkkkkk eu sou assim, não assinto o primeiro capitulo por que juro que não vou perder meu tempo, é assim com novelas e é assim com BBB passa alguns dias e lá estou eu dando noticias de tudo kkkk mas a de hj vou assistir por que de cara já me conquistou, a cidade onde é filmada é pertinho de mim, já reconheci vários lugares em algumas cenas na chamada, inclusive o Hopi Hari o parque de diversões que aparece tbém! Lembro bem dos chuviscos na tv, eu ficava com medo por que lembrava do filme Poltergeist kkkkk Bjoooss e boa semana! Estarei ausente em visita a Minas, até a próxima semana! Bjooooss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. BBB eu sigo a jura, não vejo, nem espio...rsrs

      Excluir
  10. Que chiado mais bacaninha! Não assisto a novelas porque não está dando tempo. Salve Jorge, às vezes, dou uma espiada, mas admiro você que de tudo extrai o positivo. Decorar e não entender é uma filosofia e tanto. Beijos, amiga. Bom início de semana!

    ResponderExcluir
  11. Vixi!!!!! Este chiado é da época do rascunho da Bíblia!
    E tome bom-bril na antena pra solucionar a questão! hahahaha....
    Bem, quanto a tirar leite de pedra, penso que devamos mesmo sempre tentar, vai que...
    Na escola, as vezes, era preciso decorar e nem pensar em entender. Na escola da vida, penso que cabe os dois, com uma forte tendência ao segundo, com base no meu também jeito filosófico de ser.
    Foi muito bom te ouvir. Que sol volte a esquentar os dias por aí!
    Beijos e upa forte!
    ;))

    ResponderExcluir
  12. Esse chiado... as crianças de hj não conhecem, nem sabem que ele existia né Tina?
    Não assisto novelas, prefiro ler um livro, antes assistia muito e isso não me fazia bem, então decidi trocar meus hábitos e ler ao invés de assistir novelas ;)

    Beijos e uma semana linda e abençoada para vc!

    Nanda

    ResponderExcluir
  13. Tina, com o "decorar" da malhação eu concordo, mas a máxima do Seu Jorge, " Aceitar, que dói menos", é meio complicada porque o que dói menos geralmente dói sempre. Então que doa muito, mas não volte mais, não é?

    Também estou danto palpites sem conhecimento nenhum das novelas. Vez ou outra quando tem algo bem bobinho e agradável, eu vejo, mas minha opinião é completamente estranha aos acontecimentos noveleiros (nada contra!), kkk!
    Um abraço para vocês
    Manoel

    ResponderExcluir
  14. OLà Tina
    nunca vi malhação, mas adorava novelas, as que eu preferia, eram as das oito, visto que nunca consegui ver as das 6.
    infelizmente aqui na tem novelas, alias tem uma que dura da 23 anos, pode ??
    è uma novela americana, e passa a 23 anos, sem nunca terninar, mas ela passa de tarde,
    tentei ver uma vez, mas nao gostei, aqui tem muita mini serie, com a vida dos personagens históricos italianos, ador, è como ler a biografia de todos os grandes da historia italiana.

    baci

    ResponderExcluir
  15. esqueci de dizer que lembro deste chiado,e quando a tv ficava assim colocávamos um pedaço de bombril na antena rsrs

    baci

    ResponderExcluir
  16. Esse sei chuvisco me lembrou foi de meu pai no telhado mexendo e remexendo a antena. Tá bom? Não ainda não. Agora melhorou um pouco, volta, volta lá onde estava...
    Cordel encantado. Vou até ouvir a música tema do rei e da plebeia.
    Beijo

    ResponderExcluir
  17. Colocávamos um 'Bom Bril' na antena, cientificismo caseiro.

    ResponderExcluir
  18. Eu fiquei aqui me perguntado se só aparecia esse chuvisco com chiado quando o sinal tava ruim e era preciso subir no telhado, mexer na antena e usar bombril ou também quando não tinha mais programação, além das listras coloridas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tina, quando o sinal de frequência era fraco aparecia o "chuvisco" e tinha um fundo de som. Quando não existia sinal de frequência (emissora fora do ar - sabe por que EMISSORA? Porque EMITE sinal de frequência que pode ser AM ou FM) o "chuvisco" também tomava conta do tubo de imagem e não existia som.
      É uma explicação meio doméstica, mas em resumo é isso.
      Hoje não aparecem os chuviscos por causa dos filtros de imagem e qualidade de LCD. Nos monitores de Tv antigos ainda aparecem.
      Abraços
      Manoel

      Excluir
  19. Olá,amiguinha Tina!
    Minha vovó me explicou o que é chiado não entendi muito bem.
    Eu não assisto novela só canal Discovery kids e o Canal Cultura. Um ótimo feriado!
    Beijinhos
    Pedro

    ResponderExcluir