31 de março de 2014

Por mais leveza

Quando crianças brincamos
E entre os saltitamentos, desafios, risos, emprestar e dar a vez
Ocorrem umas rusgas, discórdias, desequilíbrios
Mas logo as brigas dão lugar a brincadeira
Pois para uma criança vale mais a felicidade que o orgulho
Que bom seria os adultos imitarem!
 Para que tanta tensão? ambição?
"Não há tempo para tudo
Não poderei escutar todas as músicas que desejo
Não poderei ler todos os livros que desejo
É necessário aprender a arte de abrir mão
A fim de nos dedicarmos àquilo que é essencial"
Reflexão de Rubem Alves
Para abrirmos mão
Para abrimos o coração nesse fechamento de março
E chegada do mês de abril
Para internalizar
Praticar e seguir mais leves
Mais dedicados e gratos ao que temos

17 comentários:

  1. Temos muito o que reaprender;reencontros importantes com a magia do ser criança, do dar a vez, do desapegar.O mestre Rubem sempre fala direto à alma.Obrigada por inaugurar minha manhã com tais conselhos.
    Aí nos chega abril convidando à leveza.
    Um abração,Tina.
    Calu

    ResponderExcluir
  2. Essa leveza ao viver é necessária. Não carregar peso demais, carrancudices, birras... Viver com mais alegria e saber viver cada dia, respeitando espaços de cada um! bjs,chica e linda semana!

    ResponderExcluir
  3. Fechando de maneira especial março para permitir que chegue abril e a cada dia um exercício, uma prática para trazer leveza ao viver, ao coração.
    Que nossas rusgas sejam cada vez mais diminuídas e tenham a duração do tempo de uma criança - não chega a um minuto e a brincadeira já recomeçou!
    beijo.

    ResponderExcluir
  4. Hás muito tenho andado com as malas vazias, deixando somente o que é essencial e me dá prazer. Jogo fora tudo o que não me faz bem (inclusive pessoas!!!!) e passo o meu tempo com o que amo.

    ResponderExcluir
  5. São as águas de Março fechando o verão é promessa de vida no meu coração! com leveza e clareza!

    Bêjo

    ResponderExcluir
  6. Oi Tina,

    Abrir mão nem sempre é fácil, ninguém gosta ....
    Estou pedindo ao Papai do Céu para me ajudar a abrir mão de tudo que não me faz bem.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  7. Temos tanto a aprender com as crianças eu acho. E com os animais também. Uma semana de borboletinhas querida Tina.

    ResponderExcluir
  8. Viver cada dia dentro do necessário, buscando sempre ser leal e a ninguém ferir, creio que viveremos bem.
    Beijos,
    Élys.

    ResponderExcluir
  9. Tina,infelizmente a vida parece uma corrida contra o tempo. Quanto mais envelhecemos menos tempo temos para fazer tudo que planejamos e isso causa ansiedade. Como vc disse é tudo uma questão de priorizar coisas, abrir mão de outras e escolher. Texto profundo,adorei! bjs,

    ResponderExcluir
  10. Olá! Que linda, linda e divina mensagem. E olhando positivamente, apenas, tudo é tão leve: acreditamos. Olha Srta, não conheço esse livro, e ficaria muito grato se me falasse mais sobre ele! abraços

    ResponderExcluir
  11. É isso mesmo Tina, para podermos ser felizes é fundamental saber “abrir mão”, quem tudo quer, nada tem.
    Que abril seja leve. O mês de março foi bem pesado para mim, passei os últimos 15 dias acamada com uma infecção respiratória, mas os antibióticos estão me ajudando e já estou melhor.
    Bjs e ótima semana

    ResponderExcluir
  12. Como seria bom envelhecer e virar criança novamente. Assim como disse Charles Chaplin um dia... Vivemos totalmente ao contrário!

    ResponderExcluir
  13. Ótimo texto para reflexão. Já há algum tempo venho abrindo mão de algumas coisas que sei que não darei conta ou que simplesmente não são para mim. São como uma vitrine que admiro, desejo, mas não posso possuir. E tento, com todas as forças, ser feliz com o que simplesmente posso alcançar.
    Conheci hoje seu blog e gostei muito dos textos. Se vc quiser, dá´uma passinha no meu. Além de adorar costurar, às vezes tb rabisco umas coisas.
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Rubem Alves escreve sempre o queremos ouvir . é leitura aconchegante e assim vamos reproduzindo aprendendo e claro tentando aplicar nas nossas vidas Ter a alma livre e leve reflete na casa toda.
    um abraço Tina _ que abril não seja de mentiras mas de muito amor e clareza.

    ResponderExcluir
  15. Olhando para o meu filho este fim de semana pensei sobre isso...E não é só abrir mão, é não querer tanto porque depois fica o medo de perder.
    Que venha o novo e saia o velho...
    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Tina, linda mensagem!
    Beijinhos Pedrinho

    ResponderExcluir
  17. Da Ode ao Adeus vim aqui reforçar o aprendizado de abrir mão a fim de nos dedicarmos àquilo que é essencial.
    Sempre especial Rubem Alves nas tuas linhas. Beijo!

    ResponderExcluir