28 de junho de 2014





“Junho...mês de milho, festivo sonoro, inesquecível, da humilde pipoca ao bolo artístico. Junho, no Império dos Incas, era a ‘Páscoa do Sol’, Inti-Raymi, colheita do milho dominador" Luís da Câmara Cascudo, em "História da Alimentação no Brasil". 
Essa estrela das festas junina é um queridinho meu, cozido, assado, biscoitinhos, sorvete, bolo, pão. canjica, mingau, lêlê, pamonha. O milho está presente desde as cantorias juninas à culinária e decoração. Conhecida como curau, além nordeste onde o que chamamos de mugunzá é a canjica, a canjica, como é chamada aqui no nordeste é feita de milho verde, leite, leite de coco e açúcar. Em ponto de comer de colher ou para cortar em fatias, #amo.
As laranjas também, descascadas em espiral e cortadas ao meio para serem chupadas, em bolos, suco, licor. E o bom e irresistível amendoim cozido, que abrimos e comemos em quantidade e ligeireza de esquilos. Outra estrela alumiante a dançante da festa é a presença colorida das bandeirolas e balões e das emblemáticas, imponentes e quentinhas fogueiras. Imagens, descrições e junices compartilhadas, reparto meu carinho com os amigos passantes, saudação a geral e desejação de um bão sabadão

10 comentários:

  1. Tina, isso é provocação às formiguinhas...Mostrar tanta coisa boa assim !!!! Ainda bem que as enganei e fixei meu olhar nos corações em fitas.. Adorei! Lindo fds! beijo,tudibão e boas festas amarelas,rs...

    ResponderExcluir
  2. Olá Tina, é pra nascer água na boca ;)
    Bjo amigo e bom fds

    ResponderExcluir
  3. Adorei o termo da Carmem "nascer água na boca". Tá nascendo é uma cachoeira inteira! Vou ter que fazer igual à Chica: focar nas bandeirinhas!
    Bom sábado por aí e que tenha milho!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  4. Eu brinco sempre que acho que fui galinha na outra encarnação...rss...como adoro milho! Sua postagem está uma tentação! bjs,

    ResponderExcluir
  5. Eu sou um pouco alérgica ao milho, só o contato já é de fazer coçar, mas preparar as comidas, ver a canjica cozinhando, sentar ao pé do fogo enquanto o milho estrala é tão legal, remete a tantas coisas boas, traz tantas lembranças e cria lembranças tão acolhedoras que eu mesma comprei uma mão de milho esse ano, meu pai não sabia e também comprou, foi tanto milho que eu não resisti e fiquei com a boca toda devastada kkkkkkkkk mas nem liguei kkkk É uma tradição tão querida, tão nossa que vale a pena.

    E a laranja.... aaaah é uma delicia no verão sentar com a minha mãe e minha irmã e passar a tarde batendo papo enquanto a gente descasca ela espiral e se delicia ou se irrita quando descobre que vem uma ou outra seca.... o amendoim nem se fala, somos esquilos mesmo kkkk

    Adorei....

    ResponderExcluir
  6. Pura delícia!! Fiz igual a Chica me fixei nos corações!!
    beijos
    Amara

    ResponderExcluir
  7. Ai que delícia! Tenho saudades deste mês de junho na Bahia... Comidinhas especiais fazem as festas juninas muito mais gostosas.
    Bjs com cheirinho de milho...

    ResponderExcluir
  8. Que post mais convidativo! Especialmente num sábado chuvoso como o que está fazendo aqui no sul... Junho realmente é o mês das festas e das 'gordices', e tens razão, o milho e o amendoim são 'tudibão'! Uma linda festa 'procê', de junho e de comemoração pelo avanço (apertadinho!) da nossa Seleção Canarinho!
    Beijoooo

    ResponderExcluir
  9. Bom dia,Tina
    Afora as festas juninas, julinas, o milho é sempre bem-vindo.
    Adoro um bolo de milho cremoso que faço, curau, pamonha, polenta, etc...
    E as bandeirinhas?....é pra gente se sentir criança e feliz.
    bjão e um bom dia
    Mari

    ResponderExcluir
  10. Amo tudo o que é feito de milho. Só não gosto de pamonha. E obrigado pelas receitinhas que você mandou.

    ResponderExcluir